segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Oi, oi!

Oi oi meninas!!
Felizes com um blog só para garotas???
Vamos  lá?
Hoje é sobre uma coisa q está virando febre entra as meninas, que são as lindas Pullips!!

Coisinha fofa né?
Mas o preço delas não é NADA fofo!
Uma Pullip da Hatsune Miku:
O preço é absurdo!!
Mais de 156 dolarés!
Cara né?Muita gente fica lutatando muuito para ganhar uma Pullip (tipo eu :D)
Olha a historia desta garota que foi publicado no site oficial, ela serve de exemplo para vcs q estão a procura da Pullip perfeita!!
_____________________________________________
Me chamo Alice, tenho 12 anos, e vi uma doll pela primeira vez, “vadiando” no Google, até que eu vi o site da DOD, uma loja super conhecida de BJDs. Vi as dolls, mas nem me interessei muito…afinal, eram super caros, e eu não tinha conhecimentos sobre esses bonecos.
Uns 2 anos depois, estava em um fórum (pra ser mais específica, sobre The Sims 2), e rodeando o chat (era um subfórum utilizado para conversarmos sobre outras coisas), encontrei um tópico com um título curioso. Quando cliquei, vi várias informações sobre uma boneca, chamada Pullip. No final do post, tinha uma foto da Nina da Akane (http://www.flickr.com/photos/akane-/). Quando olhei a foto, eu comecei a surtar, gritar, espernear… a única coisa que eu conseguia dizer era: Que perfeição!
Depois do meu surto, resolvi lançar a “palavrinha mágica” no Google. Em uma das fotos que cliquei, achei o flickr. Fui na busca e digitei a “palavrinha mágica” novamente. Milhares de fotos começaram a aparecer, milhares de modelos, cada uma diferente. Eu tinha certeza: aquela não era uma boneca qualquer. Aquilo era uma Pullip. Era especial, diferente. Eu precisava de uma.
Comecei a pesquisar os preços. Ia em todas as lojas possíveis, analisava os modelos, via fotos no flickr e fazia várias contas, para saber que Pullip iria ficar mais barata. Nessas pesquisas, fui descobrindo muitas curiosidades sobre elas, inclusive que elas podiam trocar de corpo e peruca facilmente. Todos os dias, passava horas e horas na frente da tela, vendo Pullips, tentando decidir qual eu iria comprar. Sim, eu sabia que isso não iria acontecer tão cedo, mas eu tinha esperanças.
Cinco meses se passaram, e o meu pai começou a notar que eu estava querendo algo. Falei para ele, e como eu já imaginava, ele disse que não iria comprar algo tão caro, e sem utilidade alguma. Sempre que eu tentava conversar, ele dizia que não. Fiquei muito triste, mas não desisti. Comecei a fazer um corte de gastos, para mim mesma. Não comprava roupas, doces, besteiras, material escolar, nada. Só comprava quando havia uma necessidade grande.






Certo dia, quando cheguei da escola, encontrei a minha mãe falando com o meu pai a respeito do assunto. Eu entrei na conversa, falei com ele, e desabafei. Pra mim, não tinha sentindo passar 9 meses querendo uma boneca. Até que, no dia 20 de fevereiro de 2010, eu pedi minha primeiro Pullip, Yume, uma Papin. ^^
Quando Yume chegou, eu tinha acabado de voltar da escola, e fui pro quarto. Ao chegar lá, tomei um susto: tinha uma caixa em cima da cama. Eu não estava acreditando, mas era verdade: a minha Pullip estava bem ali!






Abri a caixa no maior desmantelo, sai rasgando tudo. Quando toquei nela pela primeira vez, fiquei impressionada com os detalhes. Era tudo perfeito! :D
Depois daquele dia, eu tinha algo para fazer. Eu tinha uma “pessoinha” que me confortava quando estava triste. Eu tinha Yume.
Estava super feliz com tudo, era muito mágico. Eu acordava de manhã (e até hoje faço isso) e olhava para Yume, não me cansava. Ela me dava forças para levantar todo dia. Por mais incrível que pareça, ela realmente mudou minha forma de ver as coisas. Com ela, eu comecei a me apaixonar por fotografia, e assim, sempre pesquisava as melhores formas de tirar as fotos da minha princesa. Para mim, Yume sempre será a minha Pullip favorita.






Depois, comprei uma irmã para Yume. O mais estranho é que Layla, minha segunda doll (Pullip Uncanricky), é completamente o oposto de Yume. Yume é colorida, alegre…Layla é sombria, fofa, e muito sarcástica. Por um lado, isso me ajudou a tirar mais fotos impactantes e testar a minha habilidade com alguns temas específicos.




Quase todas as fotos de Layla são inspiradas em músicas. Adoro Rock, J-pop e J-rock, mas nunca pensei que Layla fosse transmitir essas músicas que gosto tão bem. A Pullip Uncanricky não é fácil de fotografar, principalmente por conta da sua “lágrima” no rosto.



Hoje, sinto que com as dolls eu consegui “liberar” tudo o que eu tinha lá dentro, tudo que eu queria expressar. Se não fossem as dolls, eu não teria descoberto o mundo da fotografia. Se não fossem as dolls, eu não teria feito tantas amizades. Se não fossem as dolls, eu não estaria tão feliz como estou.
Foi difícil, porque pouquíssimas pessoas me apoiam nesse Hobby, mas estou aprendendo a me virar sozinha. Como já dizia Bob Marley, “Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais”

________________________________________________

Muito fofa né a história dela?Ela lutou lutou e conquistou uma Pullip!!Ai eu tou tendando virar tipo uma "Cinderela das Pullins"  beijinhos!!!


Nenhum comentário: